Esôfago de Barrett – o que é?

padrao26

Esôfago de Barrett  é uma doença na qual há uma mudança anormal – metaplasia – nas células da porção inferior do esôfago.  Metaplasia é uma alteração reversível quando uma célula adulta é substituída por outra de outro tipo celular. Pode ser considerado como uma tentativa do esôfago de substituir um tipo celular exposto a uma agressão (refluxo) por um tipo celular mais apto a suportá-lo.  Embora a metaplasia leve ao surgimento de um epitélio mais apto para suportar a agressão geralmente isto se dá às custas de perdas.  Devido a isso a metaplasia é considerada uma mudança não desejada e prejudicial, ou como se diz “a emenda sai pior do que o soneto”.

Considera-se que o esôfago de Barrett  seja causado por uma exposição prolongada ao  ácido proveniente do estômago (refluxo).  O esôfago de Barrett é encontrado em cerca de 10% dos pacientes que procuram tratamento médico para a doença do refluxo gastroesofágico.  Entre os doentes com esôfago de Barrett o risco de desenvolver um câncer de esôfago (adenocarcinoma) ainda não é bem estabelecido, mas calcula-se que seja de 30 a 125 vezes maior do que o da população geral. A idade média dos pacientes com esôfago de Barrett está entre 55 e 65 anos. Mais de 80% dos pacientes são homens brancos, com alguns estudos indicando uma prevalência maior em fumantes e alcoolistas. A doença é rara em descendentes de africanos e asiáticos. A doença é duas vezes mais comum em homens do que em mulheres.

fitxaImage_normal

O esôfago de Barrett pode desenvolver mudanças pré-cancerosas  (displasias, que são o segundo estágio de diferenciação)     em graus que variam de negativo (sem displasia), leve mas com mudanças   significativas (displasia de baixo grau), a mudanças sérias     (displasia de alto grau), e finalmente ao câncer invasivo.

Os sintomas que o paciente apresenta não são propriamente ditos do esôfago de Barrett e sim, oriundos da doença do refluxo gastroesofágico. Podem estar presentes a pirose (azia), eructações (arrotos), a disfagia (dificuldade para engolir), a dor na região na porção superior do abdômen e outros.

padrao24

diagnóstico do esôfago de Barrett se faz pela endoscopia digestiva alta com biópsia da área sugestiva da doença e análise microscópica dos fragmentos retirados.  A análise microscópica dos fragmentos obtidos por endoscopia por um médico patologista experiente é muito importante, pois é através dessa análise que o diagnóstico do esôfago de Barrett será confirmado.

Informação é saúde!

Sparvoli

Sobre Antonio Sparvoli

Médico. Gastroenterologista. Mestrado e Doutorado. Professor Titular da Fundação Universidade Federal de Rio Grande.
Esta entrada foi publicada em Uncategorized com as etiquetas , , , , , , , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s