Hipoglicemia

 

Hipoglicemia literalmente significa “pouco açúcar no sangue”.   Tecnicamente, as hipoglicemias significam baixo nível de glicose no sangue (glicemia abaixo de 60 mg/dl).  Ela pode afetar pessoas portadoras ou não de diabetes.

hipoglicemia!

A insulina é um hormônio fabricado pelo pâncreas, que funciona como fonte de energia para a entrada da glicose nas células. Os quadros de hipoglicemia se apresentam, quando aumenta a quantia de insulina no sangue, ou diminui a quantia dos hormônios que se lhe contrapõem: glucagon, hormônio do crescimento, adrenalina e cortisol.

A hipoglicemia pode produzir uma variedade de sintomas, mas o principal problema resulta da chegada inadequada de glicose para o cérebro, alterando sua função, um problema potencialmente grave chamado de neuroglicopenia. Geralmente são ocasionadas por falta de refeições nos horários corretos, por exercícios físicos excessivos, ou por doses elevadas de insulina e/ou medicamentos para o diabetes (hipoglicemiantes orais).  O consumo de álcool associado com jejuns prolongados, pode provocar hipoglicemia.

sintomas-do-alcoolismo1-300x206

Os sintomas clássicos de hipoglicemia são suor em excesso, sonolência, fraqueza, coração acelerado (palpitações), tremores, visão dupla ou turva, fome súbita, confusão mental. Se os níveis de glicemia chegarem a valores muito baixos, acontece o coma hipoglicêmico, uma situação muito perigosa, com risco de vida, particularmente se não for identificado e corretamente tratado. Contudo, quase sempre a hipoglicemia severa a ponto de ocasionar convulsões ou inconsciência pode ser revertida sem danos ao cérebro, desde que prontamente corrigida.

Como tratar?

Uma vez detectada a hipoglicemia, o paciente deve tomar um copo de suco de laranja, ou de refrigerante não dietético, ou meio copo de água adoçada com uma colher de açúcar, ou chupar balas para repor os níveis de glicose. O efeito será mais rápido se esses alimentos forem ingeridos junto com carboidratos de longa duração, como pães, pipocas ou biscoitos. Aguarde 15 minutos e verifique a glicemia novamente. Caso permaneça menor que 79 mg/dl, repetir o esquema.

Paciente semi-consciente ou inconsciente:  o paciente não consegue mais engolir alimentos. Não se deve insistir que o paciente se alimente, sob o risco de que aspire o alimento para o pulmão, o que agravaria consideravelmente o quadro. É melhor injetar glucagon – hormônio que faz o contrário do que a insulina faz, ou seja, aumenta a glicose no sangue. Sugere-se que a pessoa com diabetes (principalmente aquela que usa insulina) tenha sempre  uma ampola de glucagon para essas situações. A injeção é subcutânea, como a da insulina. É muito importante os familiares estarem plenamente cientes dessa situação.

hypoglycemia-symptoms-1

Outra opção é colocar um pouco de açúcar na mucosa das bochechas, na tentativa de que absorva alguma glicose e a pessoa acorde.

É importante estar atento às pessoas com diabetes e insuficiência renal. Neles, a insulina circula  mais tempo, antes de ser eliminada pelo rim. Isto aumenta o risco de hipoglicemia.

Lembre-se: hipoglicemias severas podem levar a danos neurológicos graves.  Essas informações podem salvar sua vida ou de algum ente querido!

Sparvoli

Sobre Antonio Sparvoli

Médico. Gastroenterologista. Mestrado e Doutorado. Professor Titular da Fundação Universidade Federal de Rio Grande.
Esta entrada foi publicada em Uncategorized com as etiquetas , , , , , , , , , , , , , , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s