Linhaça antiaterogênica, anti-inflamatória e antiarrítmica

Linhaça adicionada às dietas de pacientes com doença arterial periférica (DAP) resultou numa significativa queda na pressão arterial (PA) de cerca de 10mm Hg na sistólica e 7 mm Hg na diastólica depois de seis meses, de acordo com uma recente estudo científico.

“Esta redução na pressão sistólica e na pressão diastólica depois da administração de linhaça na dieta é a maior diminuição na pressão arterial já demonstrada em estudo de mudança na dieta“, disse o Dr. Delfin Rodriguez, do University Hospital Holguin, Cuba, falando nas Sessões Científicas do Associação Americana do Coração. Tais reduções resultariam numa diminuição ao redor de 50% na incidências dos derrames cerebrais e uma redução de cerca de 30% nos infartos do miocárdio, o cientista completou. Deve-se dizer que são projeções impressionantes! Acrescente-se que em alguns subgrupos estudados a redução foi ainda maior na pressão arterial sistólica, chegando a uma diminuição de cerca de 15mm Hg.

A linhaça é antiaterogênica, anti-inflamatória e antiarrítmica

Dr. Rodriguez disse que escolheram estudar a linhaça porque estudos em animais demontraram que ela tinha efeitos antiaterogênica, anti-inflamatória e antiarrítmica e que pode reduzir o colesterol circulante e os niveis dos danosos ácidos graxos trans.

Os pesquisadores administraram 30g/dia da linhaça em variadas formas alimentares, por uma ano.

Os resultados colhidos já no sexto mês de observação, comparados com placebo, já foram muito significativos. A análise prossegue com esses pesquisadores buscando definir qual dos constituintes da linhaça podem ser responsáveis pelos efeitos anti-hipertensivos. Os pacientes que receberam a linhaça tiveram um aumento em dobro dos níveis de ácido alfa-linolênico e uma aumento em 10 vezes dos niveis de enterolactona.

Dr. Rodriguez concluiu, comentando: “a linhaça tem diferentes componentes, incluindo o ácido alfa-linolênico, as enterolignanas e fibras e todos já demonstraram diminuir a pressão arterial. Nós pensamos que estamos detectando um efeito de soma, sinergístico de diferentes componentes.”

Pense, meu irmão: considerando os vários efeitos benéficos da linhaça e se baixo custo, pode ser um alimento muito útil na saúde de população, e na sua, em particular!

Sparvoli

Sobre Antonio Sparvoli

Médico. Gastroenterologista. Mestrado e Doutorado. Professor Titular da Fundação Universidade Federal de Rio Grande.
Esta entrada foi publicada em Uncategorized com as etiquetas , , , , , , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s