Longevidade – uma longa estrada de parceria

Se você viver para existir 100 anos, eu quero viver para existir 100 anos menos um dia, assim eu nunca terei de viver sem você.”

A.A. Milne. Alan Alexander Milne (1882 –1956) foi um escritor ingles.

 

Pense: você acredita que esse tipo de amor ainda é possível em nossa sociedade ferozmente consumista?  Qual o impacto que um longo amor produziria sobre a longevidade?

Sparvoli

Sobre Antonio Sparvoli

Médico. Gastroenterologista. Mestrado e Doutorado. Professor Titular da Fundação Universidade Federal de Rio Grande.
Esta entrada foi publicada em Uncategorized com as etiquetas , , . ligação permanente.

2 respostas a Longevidade – uma longa estrada de parceria

  1. Francine diz:

    Esse ilustre behaviorista prescreve o amor sob o ponto de vista da Análise do Comportamento : O que é o Amor se não outro nome para reforçamento positivo?” (SKINNER, 1948, WALDEN TWO, P. 282). (=

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s