Coração – inimigos que você pode evitar

  • Cigarro: esse é um grande campeão de males, todo mundo sabe (ou deveria…). Acredita-se que essa conscientização tenha ajudado a reduzir a mortalidade cardíaca. Contudo, existe um grupo que, parece, vem correndo na contra-mão: as mulheres jovens! Entre tantas conquistas magníficas que as mulheres alcançaram nos últimos anos, parece que aqui resolveram imitar esse grave vício que reinava soberano entre os homens. Resultado: azar do coração das fumantes! Lembre-se que ser um fumante passivo também resulta em males. Os cardiologistas nos ensinam que fumar é o principal mau hábito que, isoladamente, aumenta chance de um Infarto do Miocárdio ou a grave limitante Insuficiência Cardíaca. E convenhamos, depois de conquistar tantas coisas importantes, ganhar um coração doente não tem graça nenhuma!

  • Cocaína: acelera a formação das temidas placas gordurosas de aterosclerose, aumenta a pressão arterial e provoca o perigoso espasmo das coronárias. Tudo isso, pode resultar num ataque cardíaco, com morte súbita. Cá entre nós, professor, também não tem graça nenhuma!
  • Ecstasy: parece provocar hipertensão arterial, induz privação de sono: tudo bem, você até pode achar legal ficar mais tempo acordado, na balada… Só que essa brincadeira pode lhe provocar uma arritmia cardíaca, sabe não é? O coração, coitado, fica batendo todo descompassado e daí… vamos concordar, também não é nada divertido!
  • Álcool + energético: a mistura de álcool com energético é um dos “combustíveis” mais quentes das baladas… Essa mistura tem um efeito de “bomba” no mau sentido para o músculo do coração. Uma pesquisa feita por uma universidade australiana em jovens de 18 a 35 anos demonstrou que essa combinação pode desencadear arritmias graves, perigosas e facilitar um ínfarte do miocárdio. O energético, costuma ter altos níveis de cafeína, que potencializa todas as “bondades” do excesso de álcool. Pobre coração! Adicionalmente, a cafeína aumenta a absorção do álcool aumentando o risco de intoxicação”. Embora muitas pessoas considerem que a cafeína irá eliminar o sono e deixá-las mais alerta quando alcoolizadas, ela não consegue mudar o efeito do álcool sobre os órgãos, principalmente o coração e o cérebro.

Na próxima balada, diverta-se, mas não se mate, nem se deixe matar ingenuamente!

Sparvoli

Sobre Antonio Sparvoli

Médico. Gastroenterologista. Mestrado e Doutorado. Professor Titular da Fundação Universidade Federal de Rio Grande.
Esta entrada foi publicada em Uncategorized com as etiquetas , , , , , , , , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s