Leptospirose

A leptospirose, também chamada na sua forma mais grave, Síndrome de Weil, é uma doença bacteriana que afeta seres humanos e animais e que pode ser fatal. A leptospirose é uma infecção aguda, causada por uma bactéria do gênero Leptospira, que é transmitida por animais de diferentes espécies (roedores, suínos, caninos, bovinos) para os seres humanos. O rato de esgoto (Rattus novergicus) é o principal agente pela infecção humana, por existir em grande número e da proximidade com seres humanos. A Leptospira interrogans multiplica-se nos rins desses animais sem prejudicá-los, e é eliminada pela urina, às vezes por toda a vida do animal. A transmissão de uma pessoa para outra é muito pouco provável.

;

O contágio ocorre pelo contato direto com a urina dos animais infectados ou pela exposição à água contaminada pela Leptospira, que invade o organismo através das mucosas e da pele íntegra (exige contato prolongado) ou com pequenos ferimentos (mais fácil), e espalha-se pela corrente sanguínea.

No Brasil, como em outros países em desenvolvimento, a maioria das infecções
ocorre através do contato com águas de enchentes contaminadas por urina de ratos. A infecção também pode ser adquirida através da ingestão de água e alimento contaminados com urina de ratos ou por meio de contato com urina de animais de estimação (cães, gatos), mesmo quando esses são vacinados. A limpeza de fossas domiciliares, sem proteção adequada, é uma das causas mais freqüentes de aquisição da doença.

Classifica-se em:

  • Forma anictérica (sem amarelamento da pele) ou com poucos sintomas. É a forma mais benigna e afeta 90% dos doentes. A leptospirose sem icterícia é, freqüentemente,
    confundida com outras doenças (dengue, “gripe“), ou não leva à procura de assistência médica.
  • Forma ictérica (pele amarelada) ou Doença de Weil. Forma mais grave que atinge 10% dos doentes, podendo levar a morte.

O risco de adquirir leptospirose pode ser reduzido evitando-se o contato ou ingestão de água que possa estar contaminada com urina de animais. Deve ser utilizada apenas água tratada (clorada) como bebida e para a higiene pessoal.

Bebidas como água mineral, refrigerantes e cervejas NÃO devem ser ingeridas diretamente de latas ou garrafas, sem que essas sejam lavadas adequadamente (risco de contaminação com urina de rato) – esse é um erro muito comum. Deve ser utilizado um copo limpo ou canudo plástico protegido. Em caso de inundações, deve ser evitada a exposição desnecessária à água ou à lama. Pessoas que irão se expor ao contato com água e terrenos alagados devem utilizar roupas e calçados impermeáveis.

Cuide-se. Não exponha sua vida à risco desnecessário.

Sparvoli

Sobre Antonio Sparvoli

Médico. Gastroenterologista. Mestrado e Doutorado. Professor Titular da Fundação Universidade Federal de Rio Grande.
Esta entrada foi publicada em Uncategorized com as etiquetas , , , , , , , , , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s