Disfunção ATM – articulação temporo-mandibular

D-ATM, ou disfunção da articulação temporomandibular, é uma alteração da articulação que liga o maxilar à mandíbula que pode, por exemplo, não estar funcionando adequadamente. Essa articulação é uma das mais complexas do corpo humano, responsável por mover a mandíbula para frente, para trás e para os lados.

Sintomas característicos — como dor de cabeça, dor muscular e/ou articular, dor à palpação, função mandibular limitada e ruídos articulares — podem ser prevalentes, isoladamente ou associados, em até 75% na população adulta.

Geralmente, a D-ATM dá a sensação ao indivíduo acometido de que sua mandíbula está saltando para fora, fazendo um estalo e até travando por um instante. A causa exata desta disfunção, em geral, é impossível de ser identificada.

prevalência de sintomas como dor e restrição de movimentos varia entre 5 e 15%, com a maioria dos casos ocorrendo em adultos jovens com idades entre 20 e 40 anos, especialmente nas mulheres.

Entre os sintomas mais comuns de D-ATM estão:

  • Dores de cabeça (freqüentemente parecidas com enxaquecas), dores de ouvido, dor e pressão atrás dos olhos;
  • Um “clique” ou sensação de desencaixe ao abrir ou fechar a boca;
  • Dor ao bocejar, ao abrir muito a boca ou ao mastigar;
  • Mandíbulas que “ficam presas”, travam ou saem do lugar;
  • Flacidez dos músculos da mandíbula;
  • Uma brusca mudança no modo em que os dentes superiores e inferiores se encaixam.

diagnóstico da D-ATM pode ser  difícil porque as dores causadas pela disfunção, são musculares e podem se concentrar em diversas partes do crânio, confundindo e atrapalhando o a diagnóstico correto.  Às vezes, as pessoas com esse problema ficam um bom tempo procurando ajuda sem se darem conta da verdadeira origem da dor.

Os tratamentos para as necessidades imediatas, isto é, a eliminação dos sintomas da dor, consistem no emprego de aparelhos bucais, tais como placas miorelaxantes, aparelhos ortopédicos e ortodônticos. Também pode-se tentar eliminar a dor e o espasmo muscular através da aplicação de calor úmido ou através de medicamentos como relaxante muscular, aspirina ou outros analgésicos comuns, ou ainda antiinflamatórios. Um caso mais grave pode, eventualmente, necessitar de cirurgia.

Costuma ser útil aprender técnicas de relaxamento para ajudar a controlar a tensão muscular na mandíbula. Saiba: esse é um problema que frequentemente exigirá uma cooperação estreita entre seu médico e seu dentista de confiança!

Conheça seu corpo. Saúde!

Sparvoli

 

 

Sobre Antonio Sparvoli

Médico. Gastroenterologista. Mestrado e Doutorado. Professor Titular da Fundação Universidade Federal de Rio Grande.
Esta entrada foi publicada em Uncategorized com as etiquetas , , , , , , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s