tireóide – anatomia

Vamos aclarar uma dúvida ouvida com alguma frequência: tireóide ou tiróide é o nome do órgão, da glândula endócrina e não o nome de uma doença.  Vamos conhecer a anatomia dessa importante glândula:

  • A tireoide é uma glândula, com 15-30 g, localizada no pescoço anterior ao nível das vértebras C5 até T1, em frente à traqueia, e é imediatamente inferior à laringe (e à proeminência da cartilagem tireoide). Ela está recoberta por músculos do pescoço e pelas suas fascias.  Tem forma de H e é constituída por dois lobos unidos por um istmo. Tem cor vermelha escura. O istmo cobre as cartilagens traqueais e os lobos laterais relacionam-se com as partes superiores da traquéia e inferior da laringe. A glândula é envolta por uma cápsula. As unidades estruturais da glândula são os folículos. Estes constituem os lóbulos e variam de tamanho segundo a quantidade de secreção que contêm. A tireoide é um órgão muito vascularizado, rica em capilares sanguíneos e linfáticos.

  •  Esta glândula é responsável pela produção dos hormônios T3 (Triiodotironina) e T4 (Tetraiodotironina) a partir das células foliculares. Estes hormônios controlam o metabolismo do organismo, atuando nos processos de ganho e perda de peso bem como na regulação da temperatura corporal. A tiroxina aumenta o metabolismo celular, relacionando-se, portanto, com o desenvolvimento, diferenciação e crescimento.
  • A glândula elabora, também, um outro hormônio: “Tireocalcitonina” (rebaixador
    ativo do cálcio plasmático). A glândula tem relação, também, com a
    “Adenohipófise”, pois as células foliculares sintetizam T3 e T4 sob controle do
    Hormônio Estimulante da Tireóide” (TSH).
  • O hipertireoidismo (tireoide muito ativa) e hipotireoidismo (tireoide pouco ativa) são os problemas mais comuns da glândula tireoide. Outros problemas são os nódulos: 1) nódulos benígnos; 2) bócio; 3) nódulos decorrentes do câncer (malígnos).

Conhece-te. Cuide-se.

Sparvoli

Sobre Antonio Sparvoli

Médico. Gastroenterologista. Mestrado e Doutorado. Professor Titular da Fundação Universidade Federal de Rio Grande.
Esta entrada foi publicada em Uncategorized com as etiquetas , , , , , , , , , , , . ligação permanente.

9 respostas a tireóide – anatomia

  1. Franciane diz:

    poxa, muito legal. gostei da explicação

  2. Afonso elias diz:

    Parabéns pela exposição.

    Afonso

  3. Ana Eloisa diz:

    Ola! Estou cursando tec. de Enfermagem e gostei muito da simplicidade e objetividade com que o assunto foi abordado…. Obrigado me ajudou muito….

  4. Besna Pinto diz:

    Minha duvida é: se tiver problemas de polipo, isto pode estar associado a problemas de tiróide?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s