A dieta DASH

A hipertensão arterial sistêmica (“pressão alta”) é considerada um assassino silencioso (por não dar sintomas).  Entre as várias estratégias adotadas para combatê-la, além de medicamentos eficazes que dispomos atualmente, existem recomendações de mudanças no estilo de vida e alterações nos hábitos alimentares. Grande destaque alcançou a dieta DASH.

A sigla DASH (do inglês “Dietary Approach to Stop Hypertension”) significa “abordagens dietéticas para parar a hipertensão”. A denominação dieta DASH surgiu a partir de um estudo multicêntrico randomizado realizado, por cientistas norte-americanos, com o apoio do National Heart, Lung, and Blood Institute.

Existem evidências que a hipertensão está associada com a resistência à insulina.  Em pessoas com hipertensão essencial, existe uma maior prevalência de resistência à insulina do que nos indivíduos que tem pressão arterial normal. A dieta DASH também auxilia nesse aspecto.

Na verdade, o padrão dietético DASH, rico em frutas, hortaliças, fibras, minerais e laticínios com baixos teores de gordura, tem importante impacto na redução da pressão arterial (PA). Um alto grau de adesão a esse tipo de dieta reduziu em 14% o desenvolvimento de hipertensão.Os benefícios sobre a PA têm sido associados ao alto consumo de potássio, magnésio e cálcio nesse padrão nutricional.

A dieta DASH potencializa ainda o efeito de orientações nutricionais para emagrecimento, reduzindo também biomarcadores de risco cardiovascular.

Como prescrever uma dieta DASH?

-Escolher alimentos que possuam pouca gordura saturada, colesterol e gordura total. Por exemplo, carne magra, aves e peixes, utilizando-os em pequena quantidade.

-Comer muitas frutas e hortaliças, aproximadamente de oito a dez porções por dia (uma porção é igual a uma concha média).

-Incluir duas ou três porções de laticínios desnatados ou semidesnatados por dia.

-Preferir os alimentos integrais, como pão, cereais e massas integrais ou de trigo integral.

-Comer oleaginosas (castanhas), sementes e grãos, de quatro a cinco porções por semana (uma porção é igual a 1/3 de xícara ou 40 gramas de castanhas, duas colheres de sopa ou 14 gramas de sementes, ou 1/2 xícara de feijões ou ervilhas cozidas e secas).

-Reduzir a adição de gorduras. Utilizar margarina light e óleos vegetais insaturados (como azeite, soja, milho, canola).

-Evitar a adição de sal aos alimentos. Evitar também molhos e caldos prontos. Não se recomenda o uso de produtos industrializados como enlatados , conservas , temperos, sopas e molhos prontos , salgadinhos em geral , frios ( presunto, salame, copa, mortadela e salaminho ) e embutidos ( lingüiças e salsichas ).

-Diminuir ou evitar a o consumo de doces e bebidas com açúcar (refrigerantes).

Para dar sabor aos alimentos podemos usar temperos naturais, como o alho, cebola, cebolinha, cheiro verde, cominho, coentro, manjericão, salsinha, alecrim e outros. Tudo para evitar o sal!

Os ensaios clínicos que avaliaram o efeito da dieta DASH sobre hipertensão mostraram que a redução significativa na pressão arterial sistólica e diastólica pode ser alcançada em apenas duas semanas e mantida por até dezoito meses.

Portanto, a dieta DASH fornece orientações muito pertinentes de uma dieta adequada para o controle da pressão arterial

Fonte: VI Diretriz Brasileira de Hipertensão Arterial.

.

Sobre Antonio Sparvoli

Médico. Gastroenterologista. Mestrado e Doutorado. Professor Titular da Fundação Universidade Federal de Rio Grande.
Esta entrada foi publicada em Uncategorized com as etiquetas , , , , , , , . ligação permanente.

2 respostas a A dieta DASH

  1. Sandra Mara Nunes de Deus diz:

    muito obrigada por estas informaçoes, aprendi muitas coisas que vou adotar para minha vida
    a partir de hoje, parabéns peço incentivo, obrigada.!!!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s