HPV (3) – tratamento

Quais são as opções de tratamento para o HPV?

Embora atualmente não exista cura medicamentosa para o HPV, a lesão e as verrugas genitais que este vírus causa devem ser tratadas.  Os métodos comumente utilizados para tratar essas lesões incluem:

  • a criocirurgia (congelamento com nitrogênio líquido que destrói os tecidos danificados). Esse tratamento pode ser repetido a cada uma ou duas semanas até que as verrugas desapareçam.
  • Uso de ácidos especiais (seu médico lhe dirá) que quimicamente queimam as verrugas.
  • podofilina. Gestante não pode usar.
  • Laser: usado para verrugas extensas, verrugas intrauretrais ou aquelas resistentes a outras terapias.
  • cirurgia: tratamento usualmente completo em uma visita. Maior risco de cicatrizes.

Como se vê,  remoção das verrugas genitais é realizada basicamente pela
destruição do tecido afetado por meio de cauterização química ou cirúrgica. Esta
destruição das lesões parece não apenas diminuir a quantidade de vírus como
também estimular o sistema imunológico e fazer com que o sistema imunológico
produza células que irão combater e eliminar o vírus. No entanto, cada indivíduo
responde de maneira diferente ao tratamento. Alguns podem precisar de uma sessão
de terapia, outros de várias sessões e outros não respondem a este tratamento
convencional. Neste último caso deve-se utilizar ou associar a imunoterapia para
tratamento adequado.  Existe no mercado um creme imunomodulador de aplicação tópica que contém a substância imiquimode. As taxas de recorrência das verrugas após aplicação deste creme são bem baixas. Enquanto os demais procedimentos destroem a verruga, o imunomodulador aumenta a produção local de substâncias próprias do sistema imunológico, as quais auxiliam no combate às doenças virais, determinando o desaparecimento completo das verrugas além de prevenir seu reaparecimento. Este creme pode ser aplicado pelo próprio paciente e é indolor. Contudo, deve ser feito por orientação do médico.

Existe tratamento para quem tem HPV, mas não tem lesões identificadas no Papanicolau e na colposcopia?

O médico apenas trata a doença causada pelo HPV como as verrugas genitais e lesões na vagina e colo do útero. A infecção pelo HPV diagnosticada por métodos de biologia molecular e sem lesões no Papanicolaou e Colposcopia não precisa ser tratada e se chama infecção latente pelo HPV (em outras palavras poderíamos dizer que o vírus “adormece” dentro da célula e não existe replicação viral). Quem combate verdadeiramente o vírus é o sistema imune do indivíduo infectado. Em condições habituais, o HPV demora em média cerca de 12 meses (de 8 meses a 24 meses) para ser eliminado do organismo. Na infecção latente, não existe risco de passar o vírus para outras pessoas.

Informe-se. Previna-se.

Sparvoli

Sobre Antonio Sparvoli

Médico. Gastroenterologista. Mestrado e Doutorado. Professor Titular da Fundação Universidade Federal de Rio Grande.
Esta entrada foi publicada em Uncategorized com as etiquetas , , , , , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s