Fibromialgia

fibromialgia ou síndrome fibromiálgica é uma doença crônica, não inflamatória, caracterizada por dor difusa e envolvimento de músculos, ossos, articulações e tendões.  Sua natureza difusa  e complexa sugere que um mecanismo neurofisiológico central e fatores psicológicos, incluindo diminuição do limiar da dor (“capacidade de tolerar a dor”), estão envolvidos e que a alteração do sono pode contribuir para a síndrome. Na verdade, a causa específica da fibromialgia é desconhecida. Sabe-se, porém, que os níveis de serotonina são mais baixos nos portadores da doença e que desequilíbrios hormonais, tensão e estresse podem estar envolvidos em seu aparecimento.

A fibromialgia tem sintomas que se confundem com a depressão maior e a síndrome da fadiga crônica. Assim, alguns ainda consideram-na uma síndrome de somatização (“uma doença puramente de fundo emocional”). No entanto, desde 1980, um corpo crescente de conhecimento contribuiu para a fibromialgia ser caracterizada como uma síndrome de dor crônica, real, causada por um mecanismo de sensibilização do sistema nervoso central à dor.

A fibromialgia é extremamente comum, ficando atrás somente da osteoartrite como causa de dor músculo-esquelética crônica. A sua prevalência é de aproximadamente 2% na população geral; é responsável por aproximadamente 15% das consultas em ambulatórios de reumatologia, e 5% a 10% nos ambulatórios de clínica geral. A proporção de mulheres para homens é de aproximadamente 6 a 10:1. A maior prevalência encontra-se entre 30-50 anos, podendo ocorrer também na infância e na terceira idade.

Raramente é útil caracterizar a fibromialgia como sendo um problema puramente psicológico ou puramente orgânico.  Temos que reconhecê-la como um problema complexo com muitas variáveis e tratar o portador de fibromialgia com toda atenção e respeito!

Saúde.

Sparvoli

Sobre Antonio Sparvoli

Médico. Gastroenterologista. Mestrado e Doutorado. Professor Titular da Fundação Universidade Federal de Rio Grande.
Esta entrada foi publicada em Uncategorized com as etiquetas , , . ligação permanente.

2 respostas a Fibromialgia

  1. Glaucia diz:

    Oi! Eu sofri durante 5 anos com as dores da fibromialgia. Agora tenho uma vida normal, sem dores e sem tomar nada de remédios. O que eu fiz? Um tratamento chamado Lemeterapia. Vale a pena! Baixe o livro GRATUITO no site lemeinstituto.com.br

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s