Sistema linfático – o que é?

Existe uma parte do seu corpo muito importante mas, praticamente desconhecida da maioria das pessoas que é o sistema linfático.   O sistema linfático é parte do sistema imune do corpo.  Ele ajuda a combater as doenças e as infecções. Ele é o sistema formado por uma complexa rede de órgãos linfóides, linfonodos, ductos linfáticos, tecidos linfáticos, capilares linfáticos e vasos linfáticos que produzem e transportam o fluido linfático existentes nos tecidos para o sistema circulatório. Assim, além do sistema cardiovascular (circulatório) para a circulação do sangue, o corpo humano possui outro sistema de fluxo de líquido: o sistema linfático. Os vasos linfáticos se ramificam e transportam a linfa, um fluido aquoso transparente ou amarelado que contem células que combatem as infecções – os linfócitos.

Os vasos linfáticos são divididos em dois tipos: vasos linfáticos superficiais e vasos linfáticos profundos. Os superficiais são localizados sob a pele e acompanham as veias superficiais. Os profundos se encontram em menor número, porém eles são maiores que os superficiais e acompanham os vasos sanguíneos profundos.  Ao longo dessa rede de vasos linfáticos existem pequenos “órgãos” chamados nodos linfáticos ou linfonodos.  Agrupamentos de nodos linfáticos são encontrados nas axilas, pescoço, virilhas,  tórax e abdomen. Outras partes do sistema linfático são o baço, o timo, as amígdalas e a medula óssea.  O tecido linfático também pode ser encontrado em outras partes do corpo, incluindo o estômago, os intestinos e a pele.

O sistema linfático não possui um órgão equivalente ao coração. A linfa, portanto, não é bombeada como no caso do sangue. Mesmo assim se desloca, pois as contrações musculares comprimem os vasos linfáticos, provocando o fluxo da linfa.

O sistema linfático também auxilia o sistema cardiovascular na remoção de resíduos, na coleta e na distribuição de ácidos graxos e gliceróis absorvidos no intestino delgado e, como vimos, contribui para a defesa do organismo, produzindo certos leucócitos (glóbulos brancos), como os linfócitos.

Informação é saúde!

Sparvoli

Sobre Antonio Sparvoli

Médico. Gastroenterologista. Mestrado e Doutorado. Professor Titular da Fundação Universidade Federal de Rio Grande.
Esta entrada foi publicada em Uncategorized com as etiquetas , , , , , , , , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s