Melanoma – você precisa conhecer

Melanoma é um tipo de câncer que atinge o tecido epitelial, mais especificamente a pele. Representa 5% dos tipos de câncer da pele, sendo o mais grave. O melanoma origina-se nos melanócitos, células localizadas na epiderme, responsáveis pela produção de melanina e, portanto, pela cor da pele. É sempre maligno. Muitos dos melanomas são induzidos pela radiação solar.  Mas o melanoma também pode surgir em áreas da pele não expostas, incluindo as palmas das mãos, as plantas dos pés e até mesmo no períneo.

Exposição à radiação ultravioleta é um fator crítico no desenvolvimento da maioria dos melanomas. Na verdade, os principais fatores de risco do melanoma são a pele clara e a exposição ao sol, uma vez que os raios ultravioletas provocam alterações ou mutações no DNA, e as pessoas de pele escura têm mais melanina, a qual absorve parte desses raios UV antes deles provocarem danos.

Os melanomas podem apresentar-se sob a forma de manchas ou nódulos.  Em geral, o melanoma maligno é um tumor que se desenvolve sobre uma pinta pré-existente com sinais característicos de malignidade. Contudo, é importante observar que nem todos os melanomas nascem em cima de pintas. Eles podem surgir na pele normal e ir aumentando de tamanho sem apresentar a fase  pré-neoplásica.

Para um melanoma maligno cutâneo, usa-se uma regra mnemônica para avaliação destas lesões, conhecida como A, B, C e D. A, de Assimetria, significa que a lesão possui formato irregular. B, tem a ver com Bordas irregulares, ou seja, os limites externos se mostram irregulares. C, a lesão possui coloração variada (diferentes tonalidades de cor, por vezes sem melanina, sendo que em áreas intratumorais, por vezes nota-se coloração semelhante à da pele adjacente normal). D, o diâmetro da lesão sendo maior que 6 milímetros.

diagnóstico precoce e a pronta retirada das lesões suspeitas é o principal meio de se evitar a progressão desta doença. Procure seu médico, se notar alterações de forma, tamanho ou cor em pintas pré-existentes ou que apareceram recentemente.  Observe seu corpo atentamente. Caso perceba alguma modificação num sinal mais antigo ou mais recente, consulte um dermatologista.

Sparvoli

 

Advertisements

Sobre Antonio Sparvoli

Médico. Gastroenterologista. Mestrado e Doutorado. Professor Titular da Fundação Universidade Federal de Rio Grande.
Esta entrada foi publicada em Uncategorized com as etiquetas , , , , , , , , , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s