Refrigerantes e obesidade

Faz sentido tratar refrigerantes como droga? Do ponto de vista de saúde pública a resposta é – sim!   Segundo o pediatra e neuroendocrinologista Robert Lustig da Universidade da Califórnia, o açúcar que adoça refrigerantes deveria estar na mesma categoria que álcool, nicotina, cocaína e heroína.  O pediatra americano é especializado em obesidade infantil.  Ele tem especial temor da frutose adicionada aos refrigerantes.   Ele realizou uma famosa palestra chamada “Sugar: The Bitter Truth” a qual foi postada no YouTube e teve mais de 2.5 milhões de acessos.   Nessa conferência, Lustig chama a frutose de um “veneno” e equivale seus nocivos efeitos metabólicos com aqueles do álcool.  Ele afirma: “este açúcar também é uma substância tóxica com alto potencial de abuso. Por essa lógica, também deveria ser controlado.” Associa o consumo elevadíssimo de refrigerantes com a epidemia de obesidade que assola o mundo.

Praticamente toda a indústria alimentícia explora o poder viciante do açúcar. “Quanto mais açúcar mais um produto vende”, diz Lustig.  O cientista ainda aponta o uso do açúcar para disfarçar sabores desagradáveis. “Com quantidade suficiente, é possível fazer cocô de cachorro ficar gostoso.  Em essência, é isso que a indústria vem fazendo”, afirmou o pesquisador.

Essas opiniões são um pouco chocantes, para quem está acostumado a associar refrigerante com festa e convívio familiar.  Exagero? Polêmico?  Bem, quem sabe devemos refletir melhor, ao abrirmos, automaticamente, mais uma latinha de refrigerante, e saboreando o “açúcar: e sua amarga verdade” dizer aahhh…

Sparvoli

Sobre Antonio Sparvoli

Médico. Gastroenterologista. Mestrado e Doutorado. Professor Titular da Fundação Universidade Federal de Rio Grande.
Esta entrada foi publicada em Uncategorized com as etiquetas , , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s