Ansiedade (5)

Os Transtornos de Ansiedade compreendem seis tipos.  Vejamos outro tipo:

  • Transtorno de estresse pós-traumático (TEPT): medo excessivo causado por exposição anterior a uma ameaça ou danoTraumas comuns são decorrentes de violência física ou sexual, acidentes, assaltos, conflitos armados.  As pessoas que sofrem desse transtorno frequentemente voltam a experimentar seus traumas sob a forma de pesadelos ou repetir a vivência emocionalmente, isso se chama reexperimentação repetida do evento, ou seja:
    • Pensamentos recorrentes e intrusivos (flashback);
    • Pesadelos;
    • Comportamento como se o evento ocorresse novamente.
    • A insensibilidade afetiva, identificável por:
      • Diminuição expressiva no interesse em realizar atividades comuns ou significativas, especialmente se tem alguma relação com o evento traumático.
      • Sensação de alheamento em relação às outras pessoas.
      • Restrição afetiva. Incapacidade de amar.
  • O paciente pode ter ativação psicomotora: hiperatividade, distúrbios do sono, dificuldade de concentração, irritabilidade e hipervigilância.

Entre os fatores que contribuem para o desenvolvimento do TEPT, estão:

  • A extensão em que o evento traumático afeta a vida íntima e pessoal do afetado.
  • A duração do evento.
  • O grau de vulnerabilidade ante a maldade humana (é mais provável que o TEPT ocorra em eventos provocados pela mão do homem do que por eventos naturais).

Muitos ficam com depressão e passam a abusar de álcool e drogas.   Não subestime os sintomas do transtorno em crianças e idosos depois de terem vivenciado situações traumáticas.   O número de diagnósticos de transtorno do estresse pós-traumático tem aumentado nas últimas décadas, certamente correlacionados com o aumento da violência e do morticínio generalizado do trânsito.   Será que já poderíamos inventar a “Síndrome do Morticínio Generalizado do Trânsito (SMGT)”?  Olhe-se as estatisticas que nos assustam após cada “feriadão” no Brasil.

Procure assistência médica, se apresentar sintomas que possam ser atribuídos a esse distúrbio da ansiedade.  São opções de tratamento a terapia cognitivocomportamental e a indicação de medicamentos ansiolíticos.

Sparvoli

Sobre Antonio Sparvoli

Médico. Gastroenterologista. Mestrado e Doutorado. Professor Titular da Fundação Universidade Federal de Rio Grande.
Esta entrada foi publicada em Uncategorized com as etiquetas , , , , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s