Hepatite C e vitamina B12

Uma pesquisa, ainda inicial, publicada “online” na respeitada revista de gastroenterologia “Gut” sugere que pacientes com Hepatite C crônica, em tratamento padrão para o Vírus C, poderiam ter um significativo benefício tomando suplementos da vitamina B12.   O uso dessa vitamina, segundo os pesquisadores, poderia reforçar a habilidade do corpo de lutar contra o vírus C.  

Cerca de 80% das pessoas que entram em contato com o vírus C, tornam-se portadores crônicos, desenvolvendo a hepatite C crônica.  Desses, cerca de um terço desenvolverão cirrose e doença hepática descompensada avançada.  O tratamento padrão, PEG-interferon e ribavirina, consegue eliminar o vírus em cerca de 50% dos pacientes tratados. 

O vírus C tem subtipos chamados de genótipos, designados por números: genótipo 1, genótipo 2 e o genótipo 3 são os mais comuns.  Destes, o genótipo 1 é considerado o de mais difícil resposta ao tratamento padrão.

Recentemente, foram lançados dois remédios novos, o boceprevir e o telaprevir, que tem um grande potencial para aumentar as chances de destruir o genótipo 1.  Essa pesquisa sobre a vitamina B12, constitui uma outra esperança na luta contro o vírus C.

O fígado é o principal centro de estocagem para a vitamina B12, mas essa capacidade está prejudicada nas doenças hepáticas, tais como a hepatite C.  Nessa pesquisa, os cientistas estudaram 94 pacientes com hepatite C.  Esses indivíduos receberam ou o tratamento padrão ou o tratamento padrão associado com a vitamina B12 (5.000ug) cada quatro semanas por 24 a 48 semanas.  Ao final do tratamento e, de modo muito importante, 6 meses após terminar o tratamento, os pesquisadores encontraram uma significativa vantagem para os que usaram associado ao tratamento convencional a vitamina B12!

Os pesquisadores encontraram um melhor resultado no genótipo 1 do que naqueles com genótipo 2 ou 3.    Os resultados sugeriram que, adicionando a vitamina B12, acontece um aumento da resposta virológica sustentada (permanecer negativado 6 meses após o término do tratamento) em 34%.  Realmente um resultado impressionante!

Os pesquisadores concluiram que adicionar a vitamina B12 é uma estratégia barata e segura para combater a hepatite C, particularmente nos pacientes com genótipo 1.

Um resultado muito interessante, mas deve ser considerado ainda como inicial.  Necessita-se estudar um número maior de pacientes para confirmar esse estudo.  Mas, pelo caráter seguro e bem conhecido da vitamina B12, devemos ficar muito atentos a essa possibilidade adicional de enfrentamento do vírus C.   Converse com seu médico de confiança a respeito desses novos resultados.

Saúde!

Sparvoli

Sobre Antonio Sparvoli

Médico. Gastroenterologista. Mestrado e Doutorado. Professor Titular da Fundação Universidade Federal de Rio Grande.
Esta entrada foi publicada em Uncategorized com as etiquetas , , , , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s