Boceprevir – como se utiliza em pacientes “experientes” com tratamento

No paciente com hepatite C, genótipo 1, que foi submetido a um tratamento prévio duplo, ou seja, PEG interferon + ribavirina e não obteve cura, tendo sido recidivante (esteve com o vírus indetectável e depois reapareceu) ou não respondedor (não teve carga viral indetectável durante o primeiro tratamento) pode ser empregado o boceprevir ou o telaprevir. Veremos como se deve proceder na utilização do boceprevir, que foi o primeiro a estar disponível no Brasil:

  • Deve-se fazer 4 semanas iniciais com PEG-interferon + ribavirian. Período chamado na literatura em ingles de “lead in” que, por falta de tradução mais adequada, está sendo usada no nosso dia a dia. Que seja então! Venha o “lead in”. Esse período ajuda a deternimar a chance de resposta, particularmente em não respondedores ao tratamente prévio.
  • todos pacientes iniciam a terapia tripla adicionando o boceprevir após a quarta semana. Lembre-se o boceprevir e o telaprevir NUNCA serão usados isoladamente.
  • Pode-se tentar fazer a chamada “terapia regulada pela resposta“. Dependendo das repostas das cargas virais se poderia tentar encurtar a duração do tratamento.
  • Para pacientes com cirrose ou prévios respondedores “nulos” (não tiveram redução significativa na carga viral no primeiro tratamento) deve-se fazer 48 semanas de tratamento = 4 semanas de “lead in” só com PEG+Ribavirina e depois mais 44 semanas de terapia tripla, adicionando o boceprevir.
  • Naqueles pacientes, que após o “lead in”não obtiveram uma redução significativa na carga viral na quarta semana (“queda menor do que 1 log”) deve-se manter o tratamento por 48 semanas. Ficou curioso em saber o que é queda de 1 log? Suponhamos que a pessoa tivesse antes do tratamento uma carga viral de 1.000.000. Reduzir 1 log significa cortar um zero, ou seja, no exemplo dado, ela cairia para 100.000. Entendeu? Se cair para 10.000 (cortou 2 zeros) diz-se que caiu 2 logs. Quanto maior a queda, melhor.
  • Tirando esses casos vistos acima, que necessitam de 48 semanas de tratamento, pode-se tentar encurtar o tratamento (“regra de encurtamento“) se o paciente tiver carga viral indetectável na semana 8 e na semana 24.
  • Num paciente previamente recidivante ou respondedor parcial: se ele estiver com carga viral indetectável na semana 8, até a semana 24, pode parar a terapia tripla na semana 36. Isso, quando possível, será muito bom pois encurta em 12 semanas! Se esta resposta não for obtida, então continue a terapia tripla até a semana 36 e, então, pare com o boceprevir e mantenha PEG-inf+ribavirina até a semana 48.
  • Regras de futilidade: quer dizer regras para parar o tratamento pois será inútil (“fútil”) continuar com o tratamento, pois o vírus não será erradicado nessa circunstância. Se o paciente tiver uma carga viral maior ou igual a 100 UI/ML na semana 12 – pare os três remédios. Se na semana 24, tiver qualquer valor de carga viral, ou seja o vírus continua detectável nesse momento – pare os três remédios. As regras de futilidade devem ser rigorosamente cumpridas. Não se deve prolongar o tratamento pois só aumentará a chance do vírus desenvolver resistência.

Novamente, uma mensagem muito técnica, mas se você estiver nessa situação, esses conhecimentos serão o “mapa da mina” desse novo tratamento, difícil, complexo, mas que aumenta significativamente a sua chance de curar o vírus C, genótipo 1.

Sparvoli

Sobre Antonio Sparvoli

Médico. Gastroenterologista. Mestrado e Doutorado. Professor Titular da Fundação Universidade Federal de Rio Grande.
Esta entrada foi publicada em Uncategorized com as etiquetas , , , , , , , , , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s